n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0; t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0]; s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window, document,'script', 'https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js'); fbq('init', '238905406756973'); fbq('track', 'PageView');

Impactos da cafeína no sono

By | Sono Reparador | No Comments

A cafeína tira o sono porque libera substâncias químicas no cérebro que mantém o estado de alerta e bloqueia outras que fazem o corpo relaxar e se preparar para uma boa noite de sono.

Ela afeta diretamente o relógio biológico por ser um estimulante muito forte, com o poder de gerar grande impacto na qualidade do sono.

Consumir cafeína durante a noite pode levar à perda do sono, existem pessoas que sentem o mesmo ao consumir ao longo da tarde, pois o café é um estimulante que atua como inibidor da molécula adenosina, que faz o cérebro relaxar, além de influenciar a dopamina, substância indutora do estado de alerta.

O consumo de café à noite e muitas vezes também à tarde, pode provocar a diminuição do tempo de sono, influenciar na qualidade de um sono reparador ou dificultar o início no sono. Ou seja, de qualquer forma ele será prejudicado.

Para muitas pessoas o café cria um círculo vicioso gerando um comportamento, principalmente nos momentos de fadiga para manter-se acordado, isso se torna um vício que leva a consumir mais e mais. Não é necessário parar de tomar café visando qualidade no sono, pois é uma bebida agradável e sociável que pode ajudar começar bem o dia, então existem algumas recomendações para se chegar ao equilíbrio, por exemplo:

– Como leva doze horas para a substância do café sair do corpo, recomenda-se tomá-lo até às quatorze horas e diminuir a quantidade ao longo do dia, a dose do café da manhã pode ser a mais farta e depois em menor quantidade;

– No caso do uso de termogênicos (suplementos com cafeína) o ideal é tomar um logo ao acordar e outro no início da tarde. Esses suplementos contém uma quantidade excessiva de cafeína e outras substâncias estimulantes, devendo ser evitado no período da tarde;

– Evitar bebidas com cafeína à noite, exemplo: chá preto, chá verde, energéticos e outros; O café também altera a pressão sanguínea influenciando o sistema cardiovascular, pois a cafeína é distribuída pelo metabolismo imediatamente ao ser ingerida.

Também é responsável pela liberação de adrenalina no sangue, estimulando o fluxo de vários hormônios ligados ao comportamento.

A presença de cafeína também está em outros produtos, como chás, guaraná, cacau, no próprio café descafeinado, alguns remédios, porém em menor quantidade que o café tradicional.

Uma coisa é fato: O café tira o sono de verdade! Assim, tomar café retarda o sono e antecipa o levantar, é um verdadeiro vilão para quem deseja dormir bem.

Foi comprovado também que além de tirar o sono o café não possui nenhum valor nutricional para o corpo, apenas acarreta efeitos estimulantes durante algumas horas e se consumido desregradamente, levando ao vício e ao excesso de consumo causando muitos transtornos, como, estresse, irritabilidade, ansiedade, tensão muscular, insônia, depressão, desvio de atenção, fadiga, desidratação, indigestão, azia, agitação pela liberação de adrenalina no sangue, taquicardia.

É importante testar os níveis de cafeína prestando atenção na quantidade dessa substância no organismo, observando se o café consumido quatro, seis ou oito horas antes de dormir atrapalha o sono e se será necessário diminuir o seu consumo gradativamente.

PARTICIPE DO NOSSO WEBINÁRIO GRATUITO E SAIBA COMO ALCANÇAR O SONO REPARADOR ATRAVÉS DE MUDANÇAS DE HABITO