n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0; t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0]; s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window, document,'script', 'https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js'); fbq('init', '238905406756973'); fbq('track', 'PageView');

Níveis de Cortisol e sua relação com o Sono

By | Sono Reparador | No Comments

O cortisol é uma substância produzida pelas glândulas suprarrenais, que se localizam logo acima dos rins, e sua liberação é estimulada pela iluminação proveniente do nascer do sol e pelo estresse. É o hormônio que prepara o corpo para a atividade e a sobrevivência.

E ainda é responsável por reduzir inflamações, assistir o funcionamento do sistema imune e manter regulados os níveis de açúcar no sangue, bem como a pressão arterial.

A quantidade dessa substância que é liberada no sangue ao amanhecer, entre oito e nove horas da manhã, libera glicose no cérebro que funciona como seu único combustível. Também mobiliza as proteínas e os lipídios de reserva, aumenta a força muscular e a tensão arterial e faz a pessoa sentir uma grande dose de energia para enfrentar o dia.

Sendo assim, é necessário que o cortisol esteja estabilizado no organismo, pois toda a função endócrina e seu equilíbrio se dá no período noturno, durante o sono.

Nesse sentido é importante destacar que dormir mal pode ocasionar um aumento de estresse e consequentemente afetar a produção do cortisol. O corpo por sua vez, vivenciando esse estado contínuo de alerta e cansaço, percebe isso como se não pudesse mais descansar diminuindo assim a produção de serotonina, alterando o humor e ampliando sintomas de ansiedade, irritabilidade e criando um gatilho mental de fome emocional.

Quando a produção de serotonina é baixa, a percepção de saciedade diminui e causa um grande aumento de apetite associada a retenção de líquidos, o organismo apresentará uma fome por carboidratos que são ricos em serotonina, mas que infelizmente são responsáveis pela produção de gordura, ocasionando o aumento excessivo de peso.

A insônia ou a má qualidade do sono são as grandes responsáveis pelo desequilíbrio fisiológico do cortisol, desencadeando um ciclo em cadeia, prejudicado o emagrecimento. Diante disso, é importante que se tenha certos cuidados para se obter uma qualidade de sono e manter o peso ideal através do equilíbrio de cortisol e serotonina.

Procure ter um horário regular para dormir, ou seja, durma e acorde sempre na mesma hora, todos os dias. Quanto mais regrado seu sono for, mais balanceados ficarão seus hormônios.

Controle o café, pois a cafeína é um grande estimulante e permanece em nosso corpo durante cerca de dez horas, procurando tomar seu delicioso cafezinho no máximo até as quatorze horas.

Faça exercícios de dia, caso não consiga tente exercitar-se até quatro horas antes de dormir, dessa forma você queima calorias, define os músculos e acelera o metabolismo.

Cuide bem do seu sono e ajuste todos os fatores que envolvem esse simples ato, mas que é indispensável para uma vida plena, saudável e feliz. A privação do sono pode comprometer seriamente a sua saúde, pois é durante o sono que ocorre a produção de alguns hormônios que desempenham papéis vitais no funcionamento do organismo.

Na primeira fase do sono a melatonina é liberada, induzindo ao sono. Já na segunda fase do sono os batimentos cardíacos e respiratórios diminuem, proporcionando um relaxamento dos músculos, diminuindo a temperatura corporal, levando a um sono leve.  Por fim, nas terceira e quarta fases do sono ocorre o pico de liberação do hormônio do crescimento e da leptina, o cortisol começa a ser liberado até atingir seu pico no início da manhã, esse é o momento do sono profundo.

Atentar a todas essas particularidades, mantendo a lucidez sobre os processos desencadeados pelos fatores externos que implicam na sua saúde e qualidade de vida, é imprescindível para manter o equilíbrio físico, mental e emocional.

PARTICIPE DO NOSSO WEBINÁRIO GRATUITO E SAIBA COMO ALCANÇAR O SONO REPARADOR ATRAVÉS DE MUDANÇAS DE HABITO