n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0; t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0]; s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window, document,'script', 'https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js'); fbq('init', '238905406756973'); fbq('track', 'PageView');

Alimentação indicada para uma Boa Noite de Sono

By | Sono Reparador | No Comments

A alimentação no período vespertino e noturno deve ter uma característica diferenciada para quem deseja ter um sono de qualidade e acordar na manhã seguinte com disposição e energia.

Nem sempre temos tempo de escolher cautelosamente o que vamos comer, pois a correria do dia-a-dia nos leva a comer os alimentos que estão à mão, e a maioria das vezes nem pensamos no que nosso corpo realmente precisa.

Porém, vale a pena se preocupar com este precioso detalhe para que a alimentação não prejudique a qualidade do seu sono e que ela possa contribuir para que o seu corpo fique mais saudável.

Já se sabe que ao dormir nosso corpo produz serotonina, substância conhecida como o hormônio do bom humor, que tem poder sedativo e contribui para induzir ao sono e melhorar sua qualidade. Sendo assim dê preferência, ao escolher os alimentos que você consome, às carnes magras, peixes, leites e iogurtes desnatados, queijos brancos e magros, nozes, bananas e leguminosas, pois ajudam a regular o relógio biológico e induzir a um Sono Reparador.

Outra substância que tem papel importante no padrão do sono é a insulina, pois se sabe que a hipoglicemia, que é a baixa quantidade de açúcar no sangue, costuma ocorrer à noite. Sendo assim o nível de glicose cai e a adrenalina é liberada. Sabe-se que este hormônio é estimulante e acaba por causar distúrbio no sono, portanto é imprescindível a ingestão de carboidratos na refeição noturna, pois favorecem o aumento dos níveis de insulina que auxilia na limpeza dos aminoácidos que circulam no sangue. Contudo deve ser consumido com parcimônia e pelo menos duas horas antes de se deitar. Algumas fontes de carboidratos são biscoitos, massas, pães, arroz, frutas, legumes, polenta, granola e cereais.

Outros alimentos de que devem fazer parte de um cardápio balanceado à noite são os que contém vitamina B6 e são eles, frango, atum, levedo de cerveja, cereais, cará, gergelim etc. O magnésio também é recomendado e está presente no tofu, na soja, caju, tomate, salmão, espinafre, aveia e no arroz integral.

Além disso, devemos evitar alguns comportamentos pois o objetivo é dormir de forma relaxada, com os órgãos internos funcionando descontraidamente, por exemplo: não exagere na quantidade de alimentos, evite alimentos que são gordurosos, tenha cuidado com as bebidas consumidas à noite que podem colocar a refeição balanceada em risco como por exemplo, bebidas que contenham cafeína ou xantina, pois estimulam o sistema nervoso central.

Se você gosta de chocolate, café, chá preto ou mate, guaraná, refrigerantes à base de coca ou bebidas alcoólicas, procure ingerir em pequena quantidade e até quatro horas antes de se deitar.

Uma bebida que é indicada como uma ótima opção para ajudar a induzir o sono, e que também facilita o processo digestivo, é o chá de camomila. Consumido bem quentinho produz efeitos relaxantes, acalma crises de nervosismo, ameniza a ansiedade e o estresse, reduzindo a depressão. Com a camomila, seu sono fica mais tranquilo e proveitoso; e aplicando a Higiene do Sono, utilizando as técnicas de respiração e relaxamento induzido, você está no caminho certo para alcançar mais qualidade de vida.

PARTICIPE DO NOSSO WEBINÁRIO GRATUITO E SAIBA COMO ALCANÇAR O SONO REPARADOR ATRAVÉS DE MUDANÇAS DE HABITO

Alimentação à noite e sua digestão

By | Sono Reparador | One Comment

À medida que a luz solar vai diminuindo, o metabolismo também se adapta para colocar o corpo em repouso, pois a chegada da noite é um convite ao descanso.

Se existir uma permissividade alimentar antes de dormir, alguns mecanismos fisiológicos, comuns nesse período, deixam de acontecer.

Nossos órgãos funcionam como um relógio e trabalham melhor em períodos específicos do dia, sendo assim nosso organismo segue uma sequência lógica de funcionamento e é importante atentar ao planejamento das refeições noturnas e o horário das garfadas. O desregramento desse detalhe, pode ao longo do tempo levar à doenças do coração, derrames e outros pesadelos para a saúde.

Dentre os muitos problemas que ocorrem com o corpo pela má alimentação à noite, a hipertensão arterial noturna merece uma atenção especial, pois a pressão sanguínea não cai como deveria no decorrer da noite, ou seja, o organismo permanece trabalhando na digestão do alimento consumido.

Jantar tarde também é um problema, especificamente com menos de duas horas antes de dormir, pois o organismo continua trabalhando produzindo noradrenalina e cortisol, que são os hormônios do estresse. A produção dessas substâncias deveriam diminuir ao anoitecer, pois são elas que impedem a queda da pressão à noite, quando o organismo deveria estar descansando ao invés de permanecer a todo o vapor na digestão dos alimentos.

Outro fator preocupante é que o organismo apresenta dificuldades com a produção de glicose, pois o exagero de alimentos no período da noite não é bom no controle de açúcar no sangue podendo, através do hábito de comer muito tarde, favorecer o surgimento do diabetes.

Durante a noite, o organismo já conta com um mecanismo natural de produção de glicose e se houver uma demanda de oferta dessa substância por meio da alimentação inadequada, ocorrerá uma sobrecarga capaz de predispor a pessoa a problemas irreversíveis.

Outro problema também é que seu sono será insatisfatório, superficial. Seu organismo continuará trabalhando a todo vapor como se houvesse muito barulho dentro de você, comprometendo todo o processo noturno natural do seu corpo programado para desacelerar e descansar, principalmente para quem tem problemas de azia, queimação e gastrite.

A sonolência que sentimos após a alimentação é uma maneira do organismo se concentrar na digestão. Sendo assim, uma soneca depois do almoço, se for  rápida e o sono leve, pode ser saudável ao organismo. A sesta também é indicada para favorecer a reposição das energias no período da tarde, mas sem ultrapassar o tempo de no máximo quarenta minutos.

Após uma longa noite de Sono Reparador nosso corpo precisa se alimentar, então é necessário que haja uma reposição de energias pela manhã, assim precisamos tomar café da manhã, logo ao acordar. Mesmo que você não tenha fome, evite deixar de comer, pois o organismo está retomando totalmente suas atividades. Ficar em jejum maltrata o corpo e favorece o mal funcionamento dos processos que se iniciam assim que ele desperta.

Tenha em mente que o corpo é uma máquina perfeita, que necessita de cuidados para alcançar longevidade com saúde e vitalidade.  

PARTICIPE DO NOSSO WEBINÁRIO GRATUITO E SAIBA COMO ALCANÇAR O SONO REPARADOR ATRAVÉS DE MUDANÇAS DE HABITO